#SomosTodosTuristas

viagemmapa

Os seres humanos são criaturas estranhas. Parece que estamos sempre competindo e tudo é motivo para estabelecer quem é melhor, quem é superior, mesmo nas situações mais banais.

Vi um post no Facebook com um série de ilustrações comparando o “turista” com o “viajante”. Os bonequinhos sem rosto mostravam que o turista só pensa em conforto, planeja tudo com antecedência e carrega sempre seu precioso pau de selfie. Já o viajante foi retratado como uma figura aventureira, que pede carona na beira da estrada e sempre escolhe os caminhos mais inesperados.

Eu, particularmente, achei essa comparação desnecessária. Quem disse que quem viaja sem rumo é melhor do quem faz pacote com a CVC? É claro que o mochilão tem seu glamour, a ideia de descobrir lugares e conhecer pessoas novas é tentadora, mas ficar na fila da Torre Eiffel também é uma experiência.

Se o Lulu Santos considera justa toda forma de amor, eu considero justa toda forma de viagem. Não importa se você e sua família seguem um roteiro pré-estabelecido para conhecer Nova York e Orlando ou se você pegou uma mochila e se mandou pra Austrália sem passagem de volta. Sair da sua zona de conforto, não importa como for e muito menos para onde for, já é uma aventura que te faz crescer, pensar e criar lembranças incríveis.

Que bom que a Mona Lisa é atacada por centenas de pessoas diariamente. Que bom que a cada minuto tem alguém tirando foto com uma cabine telefônica em Londres. Isso é um sinal de que as pessoas querem conhecer o mundo, querem sair da sua bolha e descobrir o que tem por aí. A turistagem não é um privilégio ou defeito de alguns, basta colocar o pé para fora de casa, visitar um bairro distante da sua própria cidade, para entrar nesse grupo. Somos todos turistas, independente do tamanho da bagagem e da cama onde dormimos.

assinatura

5 de julho de 2015
12 de julho de 2015

Luísa Dal Mas

Jornalista, criativa, estressada, meio louca e apaixonada por moda e história. Tentando colocar um pouco de pó mágico nas coisas do dia a dia.

0 Comments

  1. Responder

    Cristiane

    8 de julho de 2015

    Sempre leio teus posts e gisto muito do que escreve! Acredito que cada um tem objetivos e vontades diversas quando viaja e “tudo vale a pena, quando a alma não é pequena…”

    • Responder

      luisadalmas

      8 de julho de 2015

      Exato, Cristiane! Que bom que tem gostado dos posts 😀 beijos!

  2. Responder

    Ediane

    8 de julho de 2015

    #somostodosturistas… Adorei Luisa…bj

  3. Responder

    Lisete

    9 de julho de 2015

    Muito bem, chega de comparações, parabêns mais uma vez Lulu!!!

  4. Responder

    acaixademartha

    9 de julho de 2015

    Somos todos turistas mesmo, Luísa. Eu diria que somos turistas da vida. Não que venhamos a passeio, mas porque estamos sempre nos aventurando nela e buscando novos caminhos. Grande beijo

Deixe uma resposta