Dois anos depois

paris 5

Há dois anos eu pisava em solo francês pela segunda vez, mas pela primeira vez sozinha. Era 14 de julho, data que marca a celebração da Revolução Francesa, mas que para mim é comemoração de uma revolução só minha.

Olhando para trás eu percebo que foi ali que eu me desprendi do mundo que eu conhecia. Nunca tinha viajado sozinha, era meu primeiro intercâmbio e o pavor que tomava conta de mim enquanto aquele avião decolava para atravessar o oceano era inexplicável. Eu escrevi algumas coisas aqui no blog enquanto eu estava lá, é a prova de que eu realmente estava apavorada.

Mas o pavor passou depois do primeiro dia e aquela viagem, mesmo que curta, me mostrou que eu era capaz de me virar sozinha, de descobrir lugares novos e pessoas novas longe dos meus pais, da minha casa, da minha zona de conforto.

Dois anos depois já fiz mais um intercâmbio, dessa vez de três meses, estou quase me formando na faculdade e já estou planejando as novas aventuras, algumas sem previsão de volta. O mais incrível é que aquele medo já não faz parte do processo. Acho que o medo se transformou em curiosidade, em ansiedade de sair, ver o que tem por aí, o que eu estou perdendo.

paris 7

paris 2

paris 8

paris 1

paris 3

paris 6

assinatura

12 de julho de 2015
16 de julho de 2015

Luísa Dal Mas

Jornalista, criativa, estressada, meio louca e apaixonada por moda e história. Tentando colocar um pouco de pó mágico nas coisas do dia a dia.

Deixe uma resposta