Então é Natal

arvore 1

Eu não sei bem por que, mas eu sempre amei o Natal. Todo ano, quando vai chegando novembro, eu já começo a entrar no espírito do feriado, coloco as músicas natalinas e procuro aqueles filmes puro amor pra assistir.

Admito que ignoro todo o aspecto religioso do Natal, não ligo muito pra essas coisas, nem sou particularmente ligada a essas relações de família, mas alguma coisa nessa bela data regada a consumismo e americanismo me conquista.

Tenho muitas lembranças boas da época de Natal. Lembro que um ano eu estava determinada a encontrar aquele tal de Papai Noel cara a cara. Coloquei um banquinho na frente da porta de casa e fiquei lá esperando o bom velhinho aparecer com os presentes. No fim, minha mãe me distraiu com alguma coisa e quando voltei ao meu posto o saco de presentes já estava depositado no corredor e nem sinal do velho barbudo. “Droga, perdi de novo”, eu pensei.

Tudo que envolve o Natal me faz feliz, as decorações, as propagandas bregas na televisão, mas acho que principalmente esse ideia de juntar todo mundo que você ama em um lugar só. Aquele sentimento de “vamos todos nos amar e esquecer as coisas ruins” que sempre rola no fim do ano. E não digo necessariamente família no sentido tradicional da palavra. Em muitos casos os amigos e pessoas que você encontra ao longo da vida são muito mais família do que aqueles que compartilham do mesmo sangue.

Já que eu amo o Natal, nada mais correto do que eu compartilhar aqui no blog algumas das coisas que fazem essa época ser mais legal ainda. Espero que ajude a galera a embarcar nessa maravilha que é o espírito natalino.

musica

 

 

 

De longe o que eu mais amo no Natal são as músicas temáticas. Nem dá tempo de virar o relógio do dia 31 de outubro pro 1º de novembro e eu já estou lá curtindo um Michael Bublé.

Aqui em casa é tradição montar a árvore ao som das melhores músicas natalinas e a trilha sonora da ceia do dia 24 sempre é minha playlist cuidadosamente montada. Esse ano eu fiz uma playlist na minha conta do Spotify, vou deixar o link aqui pra quem quiser dar uma olhada.

filme

 

 

 

filmes

Existem infinitos filmes de Natal por aí, daqueles bem idiotas até os mais fofos, que te deixam bem felizinha. Meu preferido é de longe O Grinch, mas ele é tão incrível que vai ganhar um post só dele essa semana.

O Amor Não Tira Férias é uma daquelas comédias românticas clássicas, com um roteiro meio previsível, mas que é fofo e engraçado, então a gente ignora. Não é um filme obviamente natalino, mas a história se passa durante a época de fim de ano e meio que incorpora esse espírito. Pra quem nunca viu vale muito a pena e pra quem já viu, é sempre bom ver de novo <3

Já pra entrar de cabeça na vibe polo norte, Um Duende em Nova York é uma boa opção. Sempre via muita gente falando muito bem desse filme, mas só fui ver esse ano. A história é bobinha, mas tem umas piadas boas e aquele final estilo “moral da história”, com uma mensagem legal e que te deixa feliz e com vontade de cantar umas músicas de natal (da playlist quem sabe? hahaaa).

decor

 

 

 

É oficialmente Natal quando a árvore está montada na sala, minha atividade natalina favorita. A nossa árvore aqui em casa é gigante, erramos um pouco na proporção quando compramos. Gosto de decorações clássicas, com as bolas vermelhas e douradas, mas também acho legal ir colecionando ornamentos diferentes ao longo dos anos que carregam algumas histórias.

Como eu já falei aqui várias vezes, ano passado eu fui trabalhar na Disney e por isso passei o Natal lá. Foi meio triste estar sozinha e trabalhando no dia do Natal, mas eu aproveitei pra comprar alguns enfeites de árvore que sempre me fariam lembrar dessa época incrível que eu passei lá.

enfeite 1

enfeite 2

assinatura

20 de dezembro de 2015

Luísa Dal Mas

Jornalista, criativa, estressada, meio louca e apaixonada por moda e história. Tentando colocar um pouco de pó mágico nas coisas do dia a dia.

Deixe uma resposta