Pó Mágico On Film – Brooklyn

banner-brooklyn-Brooklyn_Film_844x476

Férias é época de ir no cinema todos os dias e ontem eu assisti a Brooklyn, um drama/romance que se passa nos anos 50 na Irlanda e nos Estados Unidos. O filme é puro amorzinho e achei que merecia sua própria edição de Pó Mágico On Film.

O filme conta a história de Eilis, uma menina irlandesa que deixa sua vida para trás e embarca em um navio para os Estados Unidos em busca de uma vida melhor. Como o nome sugere, Eilis vai viver no Brooklyn, onde vários outros imigrantes irlandeses vivem. Ela precisa aprender a viver longe da família e a se adaptar à nova vida americana. É um filme sobre adaptação, saudade e descobertas, coisas com as quais todo mundo consegue se identificar e por isso eu adorei tanto essa história.

b 1

Como eu falei, o longa se passa nos anos 50 e já não é novidade que eu amo moda dos anos 50 e 60, com essa pegada vintage e ladylike, então o figurino desse filme foi tudo que eu poderia querer.

Eilis sai de uma cidadezinha na Irlanda e dá de cara com Nova York, Brooklyn, uma cidade grande e cheia de coisas novas. Essa transição de ambientes e realidades fica bem evidente no trabalho da figurinista Odile Dicks-Mireaux.

Antes da viagem seu guarda-roupa era mínimo, poucas peças, com cores sóbrias e que cabiam em uma pequena mala de viagem. Ao chegar nos Estados Unidos, o número de peças começa a aumentar gradualmente e suas roupas ganham cores mais vivas e vibrantes.

b 2

2015, BROOKLYN

Uma das cenas mais legais pra mim, que talvez não seja tão marcante para todos, é quando Eilis volta à sua cidade depois de um tempo e está andando pela rua com um vestido azul lindo e óculos de sol estilo gatinha, e uma senhora passa por ela e fala: “parece uma estrela”. Ela já não faz parte daquele lugar e suas roupas confirmam isso.

b 3

Em entrevista ao site Fashionista, Odile Dicks-Mireaux disse que grande parte das peças usadas no figurino são vintage. Ela disse que buscou o máximo de autenticidade no filme, seja na origem das peças, ou na maneira realista como a personagem se vestia ao longo da narrativa.

Além do figurino, toda a direção e a fotografia do filme são lindas, daqueles que dá prazer só de olhar pra algumas cenas. As cenas em que Eilis vai à praia em Coney Island foram as minhas preferidas, quase uma explosão de tons pasteis na tela do cinema e nada pode ser melhor do que isso.

b 4

assinatura

 

14 de fevereiro de 2016
21 de fevereiro de 2016

Luísa Dal Mas

Jornalista, criativa, estressada, meio louca e apaixonada por moda e história. Tentando colocar um pouco de pó mágico nas coisas do dia a dia.

1 Comment

  1. Responder

    Ton

    16 de fevereiro de 2016

    Adorável!

Deixe uma resposta