Ideias sobre saudade

saudade

Saudade é uma das palavras mais poderosas da língua portuguesa. Famosa por ser única, por não ter tradução, representar um sentimento tão específico e ao mesmo tempo tão comum entre todas as pessoas que andam por esse planeta.

Apesar disso, estou para dizer que eu nunca senti saudade de verdade. Nesses meus curtos 21 anos de vida, ainda não entendi o que é sentir saudade de alguém, aquela saudade de dói, que faz chorar, que parece que nunca vai passar. Por sorte, nunca perdi ninguém próximo de mim. Já viajei, passei um tempo longe de casa, mas nunca sofri por saudade, talvez porque eu soubesse que uma hora ou outra eu veria todos os rostos que eu amo de novo.

Já senti falta da companhia de alguns amigos, já quis reviver alguns momentos, lugares, sentimentos e amores, mas isso é algo quase diário, sentir falta não é o mesmo que sentir saudade. Já senti falta de coisas que nem aconteceram, de realidades que só existiram na minha cabeça, mas que no fundo eu sabia que não faziam sentido e talvez por isso eu não me permitisse sofrer de verdade.

Acho que ao longo dos anos eu me acostumei a ficar sozinha, gosto da minha companhia e por isso a distância não me afeta tanto. Não cresci com irmãos, nem primos da minha idade, nessas situações temos que ser criativos e aprender a viver a vida só com a nossa companhia. Posso soar meio sem coração, mas como podemos ver, tem as suas vantagens.

A verdade é que tenho medo do dia em que eu sentir saudade de verdade. O que fazer com esse sentimento que, às vezes, não tem cura, não tem solução? A saudade é sempre uma consequência e muitas vezes as causas estão fora do nosso controle. Isso é horrível. Não quero sentir saudade, só quero sentir falta.

assinatura

21 de fevereiro de 2016

Luísa Dal Mas

Jornalista, criativa, estressada, meio louca e apaixonada por moda e história. Tentando colocar um pouco de pó mágico nas coisas do dia a dia.

Deixe uma resposta