Vamos falar sobre o tal do Met Gala

Todo ano, na primeira segunda-feira de maio, as timelines de todas as redes sociais são invadidas por celebridades em vestidos grandiosos caminhando pelo tapete vermelho do Metropolitan Museum of Art de Nova York. Mas afinal, o que é esse evento que para o mundo da moda e que faz as celebs saírem de casa com vestidos às vezes duvidosos? Bom, vamos lá.

met gala beyonce

O Met Gala é um baile anual em homenagem ao Costume Institute, um braço do Metropolitan que possui um acervo de mais de 35 mil peças de roupas, acessórios e figurinos de teatro do mundo todo.

A cada ano, o instituto lança uma nova exposição especial com algum tema específico, que normalmente incorpora alguma discussão atual do mundo da moda. O lançamento da exposição é marcado pelo baile de gala, um mega evento exclusivo com convites que chegam a custar 25 mil dólares (para aqueles que não são convidados – os meros mortais).

Esse evento acontece desde 1946 e com o tempo ganhou status de principal evento da moda, o Oscar da cena fashion, frequentado apenas pelos maiores nomes da indústria. Receber um convite para o Met Gala é como um rito de passagem, um símbolo de aprovação das pessoas mais influentes do mundo da moda.

O negócio é tão importante que já teve até documentário sobre todos os preparativos do evento.

Como o evento é uma homenagem às novas exposições do Costume Institute, os convidados são encorajados a incorporar o tema da exibição nas suas roupas. É por isso que vemos vestidos extravagantes e excêntricos desfilando pelo red carpet. O Met Gala é aquele momento único onde as celebridades podem experimentar e se divertir com a moda, sem nenhuma restrição.

Um elemento importante das exposições do Costume Institute e do baile em si é a discussão de moda como arte, moda no museu. É um momento para ousar e vestir a moda como uma verdadeira obra de arte.

Agora vamos para o que vimos ontem nas escadas do Metropolitan. O tema da nova exposição Manus x Machina é ‘moda na era da tecnologia’. Ela propõe um diálogo sobre o papel da tecnologia na alta-costura, segmento da moda que sempre se caracterizou pela produção artesanal, o feito a mão. Com as novas técnicas e novos recursos, a produção de moda está mudando e foi esse o foco do evento.

O povo se jogou no tema e o resultado foi uma vibe meio futurista, com muito prata e metalizado, recortes, couro e maquiagens ousadas.

met gala 1

met gala 2

O clã Kardashian apostou nos vestidos metalizados, justos e mega sexy, como sempre. Kim, Kylie e Kris foram de Balmain, e Kendall escolheu um Versace lindo.

met gala kim

met gala kardashians

Os homens também se divertiram com o tema da festa. Zayn, por exemplo, chegou com um terno com mangas metálicas, quase um robô. Mais discreto, mas não menos criativo, Orlando Bloom trocou os lenços de bolso por um Tamagochi. Nada mais tecnológico, não é mesmo.

met gala zayn gigi

met gala orlando bloom

Mas acho que a estrela da noite foi a Claire Danes, que apareceu com um vestidão lindo cheio de luzinhas de LED que faziam ele brilhar, apenas sensacional.

met gala claire danes

O Met Gala sempre gera muito assunto pra nós que gostamos de moda. Ele é um espaço para ousar, então nem sempre vamos amar todos os looks que passam pelo tapete, isso é fato. Mas independente de quem ‘errou’ e quem ‘lacrou’, eu fico feliz em ver um evento assim onde não existem barreiras para a moda e todo mundo pode experimentar e sair da zona de conforto. Moda tá aí pra isso gente!

assinatura

4 de maio de 2016

Luísa Dal Mas

Jornalista, criativa, estressada, meio louca e apaixonada por moda e história. Tentando colocar um pouco de pó mágico nas coisas do dia a dia.

1 Comment

  1. Responder

    anabiareis

    18 de maio de 2016

    Gostei de ler sobre o baile também além de ver as fotos!

Deixe uma resposta