Hamilton: política, diversidade e rap

hamilton 1

Muita gente não deve saber, mas no domingo, dia 12 de junho, acontece o Tony Award, lá em Nova York. O Tony é a maior premiação do teatro americano – o Oscar do teatro – e todo ano premia os melhores musicais em cartaz na Broadway, local de referência em peças e musicais no mundo todo.

Os musicais são sempre as estrelas da noite, já que são as produções que atraem o maior público durante o ano. Em 2015, uma produção em especial chamou a atenção do mundo todo: Hamilton.

Hamilton é um musical diferente dos outros. Ele conta a história de Alexander Hamilton, o primeiro Secretário do Tesouro dos Estados Unidos, também conhecido como um dos “Pais Fundadores” do país. Só que essa descrição não parece nada emocionante, né?

hamilton 2

Acontece que o gênio por trás de toda essa loucura, Lin-Manuel Miranda, conseguiu transformar a vida de um político em uma história incrivelmente cativante e interessante, usando ela pra contar, na verdade, a história do próprio país.

A grande sacada de Miranda foi fugir do modelo clássico dos musicais da Broadway e apostar em um show todo de rap e R&B. Rap e a Revolução Americana parecem as coisas mais opostas do mundo, mas é esse antagonismo tão estranho que funciona na peça e fez o público se apaixonar por Hamilton.

hamilton 3

E não foi só o público que caiu nas graças de Miranda, os críticos também curtiram e Hamilton acabou levando 16 indicações ao Tony desse ano, mais do que qualquer outra produção na história do prêmio. Ou seja, sambou na cara da sociedade.

Outro aspecto do musical que intrigou muita gente, e que merece muitos aplausos, é o seu elenco. Miranda não quis se entregar ao previsível e entediante elenco de homens brancos, o que seria uma reprodução “fiel” da história. Ao invés disso, o elenco de Hamilton é composto, em sua maioria, por atores negros ou latinos. A ideia de todo o espetáculo é modernizar a história da criação dos Estados Unidos, ver essa história através dos olhos de hoje, então nada mais coerente do que trazer um elenco que reflete os EUA hoje, um país cheio de diversidade.

O próprio Alexander Hamilton foi um imigrante, nasceu em uma ilha no Caribe e lutou para chegar onde chegou. Faz todo o sentido que o elenco reflita toda essa luta.

Todas essas inovações, combinadas com um elenco incrível, músicas mais incríveis ainda e o talento absurdo de Lin-Manuel no papel principal fizeram de Hamilton um dos maiores sucessos da história da Broadway.

O musical fez sua estreia em fevereiro e hoje é apenas impossível conseguir ingressos para o futuro próximo, é preciso entrar na lista de espera e esperar pela sorte. Ao que tudo indica, Hamilton vai levar a melhor em várias das suas 16 indicações no domingo, inclusive o grande prêmio de Melhor Musical, então a tendência é que a guerra por ingressos só piore. Nos resta admirar de longe, ver os vídeos no YouTube e parabenizar essa produção inovadora e, basicamente, maravilhosa!

hamilton 4

assinatura

14 de junho de 2016

Luísa Dal Mas

Jornalista, criativa, estressada, meio louca e apaixonada por moda e história. Tentando colocar um pouco de pó mágico nas coisas do dia a dia.

Deixe uma resposta